David Mourão Ferreira - Parque dos Poetas

Selected for Google Maps and Google Earth

O Parque dos Poetas é o resultado da vontade de homenagear os poetas e a poesia nacional. Nasce de um conceito inicial de David Mourão Ferreira e do escultor Francisco Simões para celebrar a poesia e imortalizar os poetas portugueses esculturalmente representados.

É um projecto da co-autoria do Arquitecto paisagista Francisco Caldeira Cabral e da Arquitecta paisagista Elsa Severino. Nesta primeira fase, o Parque tem 10 hectares com praças, alamedas e recantos que convidam à evasão, bem como um auditório ao ar livre, uma fonte cibernética, o bosque da poesia, um parque polidesportivo e o Estádio Municipal de Oeiras.

O Parque é atravessado pela «Alameda dos Poetas», percurso principal em que assenta a concepção geral do espaço. Por sua vez, a Alameda é ladeada por «ilhas», pequenos jardins temáticos que acolhem estátuas de poetas, escolhidos por serem representativos da poesia de expressão portuguesa.

Para seleccionar os poetas que estariam representados no Parque nas suas primeira e segunda fases, os responsáveis do projecto consultaram diversas instituições, habilitadas para apurar uma selecção de 60 autores. Dos nomes que constam da lista final, 50 são portugueses e 10 são autores de países ou territórios de expressão portuguesa.

As várias épocas literárias ficam também representadas, sendo que 20 dos poetas escolhidos são do século XX e os restantes de outras épocas. Na área aberta ao público – a primeira fase – estão integradas 20 esculturas de poetas do Séc. XX, da autoria do escultor Mestre Francisco Simões.

Teixeira de Pascoaes, Florbela Espanca, José Gomes Ferreira, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner, Natália Correia, Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro, Alexandre O`Neill ,Camilo Pessanha, José Régio, Vitorino Nemésio, Jorge de Sena, Carlos Oliveira, Manuel Alegre, David Mourão Ferreira, António Gedeão, Ruy Belo e António Ramos Rosa são os poetas aqui representados e de alguns dos quais as estátuas podem ser apreciada nesta 1ª fase.

Para a selecção dos artistas plásticos que executaram as esculturas da 2ª fase, a Câmara Municipal de Oeiras contou com a colaboração de entidades como a Academia Nacional de Belas Artes, a Sociedade Nacional de Belas Artes, a Associação Internacional de Críticos de Arte e as Faculdades de Belas Artes do Porto e Lisboa.

Quando a segunda fase do Parque estiver concluída, a área total do recinto será mais do que o dobro da actual, limitada a Nascente pelo aglomerado de Paço de Arcos, a Poente pelo aglomerado de Oeiras, a Sul pelo viaduto do Espargal e a Norte pelas vias de ligação à Rotunda de Cacilhas (Fonte Luminosa), num total de mais 15 hectares, totalmente dotado de acessos para pessoas portadoras de deficiência.

A poesia nacional continuará a constituir o tema central do parque, que terá 40 esculturas de 40 poetas executadas por 40 escultores de diferentes correntes estéticas.

Para homenagear Luís de Camões será criada a zona Ilha dos Amores, que além de uma estátua do poeta terá a vegetação descrita em Os Lusíadas. O parque irá ainda passar a dispor de um Garden Center, um edifício temático designado Templo da Poesia, um anfiteatro e de um parque de estacionamento subterrâneo.

O parque tem 700 lugares de estacionamento em zonas circundantes e a vigilância do espaço é assegurada pela Polícia Municipal.

In: http://www.cm-oeiras.pt/

Show more
Show less
Save Cancel Want to use bold, italic, links?

Comments (61)

marcel_pics on January 10, 2013

Very original sculpture, best wishes.

Sign up to comment. Sign in if you already did it.

Photo taken in Parque dos Poetas, Rua Coro de Santo Amaro de Oeiras, 2780-379, Oeiras, Portugal

Photo details

  • Uploaded on July 3, 2011
  • © All Rights Reserved
    by Marco Balsinha
    • Camera: Canon PowerShot A480
    • Taken on 2011/07/03 15:18:37
    • Exposure: 0.001s (1/1250)
    • Focal Length: 6.60mm
    • F/Stop: f/4.500
    • ISO Speed: ISO80
    • Exposure Bias: 0.00 EV
    • No flash

Groups