Panoramio is closing. Learn how to back up your data.

Penso como se fosse do céu,seu dono..

Tenho pressentimentos tais que, se pudessem vê-los, Acresceriam numa dimensão mais o caos imundo, Como se fossem bruxedos banidos ou ogres velhos, Saltitando p'ra fora de barrancos e do lodo.

Tenho pensamentos de sombras, sinas e sinais Tais como aqueles que deram aparência de escuridão a Fobos E tal como éter, entram e saem p’las narinas Sem que possamos vê-los, mas sentimo-los

Nas veias e nas fossas nasais, intensos, desliais… Tenho pensamentos que não posso partilhar Com os demais, por serem vagos como o medo nos umbrais.

Tenho pensamentos verbais, que se pudesse lê-los, Alteraria sonho em pesadelo, fé em simples credo, Com a sua horrorosa procissão de sapos, Saltando pra’ fora das covas do feudal degredo.

Tenho pensamentos tão desusuais e inumanos, Tais como aqueles que deram vida aos Elfos E, como éter, entram e saem pelas narinas, Sem que possamos vê-los…mas senti-mo-los,

Nas veias e nas fossas nasais, violentos, irreais… Tenho pensamentos infernais mas invejo nos anjos, os pássaros, Com as suas paisagens naturais, terrenas, acariciando-lhes As asas, o dorso como se fossem dos céus, seus donos…

Joel Matos (12/2012) http://namastibetpoems.blogspot.com

Show more
Show less
Azeitao, Portugal

Photo details

  • Uploaded on December 20, 2012
  • © All Rights Reserved
    by Jorge Santos
    • Camera: SONY DSC-P100
    • Taken on 2011/07/30 17:35:17
    • Exposure: 0.002s (1/640)
    • Focal Length: 7.90mm
    • F/Stop: f/5.600
    • ISO Speed: ISO100
    • Exposure Bias: 0.00 EV
    • No flash