Panoramio is closing. Learn how to back up your data.

Procuradoria Geral da República: Blocos A e D e Passarelas de ligação, Brasília

Procuradoria Geral da República, PGR, em Brasília, projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1995 e inaugurada em 2002. Contrário a preferência do arquiteto pelo concreto armado este conjunto, construído com quatro edifícios em pele de vidro, aproximou o arquiteto do pós-modernismo.

Com uma área total de 71.873,73 m², O conjunto agrupa seis blocos circulares interligados por passarelas e pelo subsolo e o Bloco F, linear, com a frente em pelo de vidro denominado Bloco de Apoio, destinado a Serviços Gerais/Manutenção.

Na foto acima temos em pele de vidro: Bloco A, com 17.809,46 m² Prédio Gabinetes, e duas passarelas que o liga ao Bloco B (não visível); na cor branca: o Bloco D, com 830,52 m², Restaurante.

O Bloco A, desafia as concepções tradicionais de estruturas: um único pilar central, de concreto, apoia a grande estrela de oito pontas e oito tirantes, presos a essa estrutura, suportam o peso do edifício, que está literalmente "pendurado" na estrela. Essa solução elimina todos os pilares no pavimento térreo e, assim, o prédio parece flutuar. (amplie o mapa ao lado). Essa estrela funciona ainda como uma rosa dos ventos, pois aponta, também, para os pontos cardeais e colaterais. Mais detalhes na dissertação de “mestrado em arte” de Tsuruko Uchigasaki, às Pag 14 e 78.

A construção foi realizada entre 1996 e 2002 e, pela concepção arquitetônica arrojada, o conjunto demandou soluções de alta complexidade na área estrutural e nas instalações prediais.

Show more
Show less

Photo details

  • Uploaded on March 14, 2013
  • © All Rights Reserved
    by Rubens Craveiro