ROTA IMPERIAL - PONTE RÚSTICA (ENTRE TIJUCO PRETO E SÃO RAFAEL)

Selected for Google Maps and Google Earth

História, cultura, turismo e desenvolvimento industrial se misturam na Rota Imperial São Pedro D’Alcântara, que insere o Espírito Santo no âmbito da Estrada Real, reproduzindo caminhos abertos no início do séc. XIX. A história dessas vias começa durante o período de exploração do território nacional em busca de ouro. Para controlar o trânsito de mercadorias no Brasil, a Coroa Portuguesa proibiu a abertura de estradas na capitania do Espírito Santo em direção a Minas Gerais. Somente com o declínio da exploração aurífera e com a chegada da Família Real ao país a rota foi oficialmente aberta. Concluída em 1816, definiu o intercâmbio entre as cidades de Ouro Preto (MG) e Vitória (ES), consolidando a ocupação do território nos locais por onde passava. O marco zero é o Palácio Anchieta, em Vitória, e de lá a rota prossegue até Ouro Preto. No percurso, passa por 14 municípios capixabas e 17 mineiros. O trajeto é a reprodução do caminho usado por Dom Pedro II para chegar a Santa Leopoldina. Além de histórias para contar, a Rota Imperial traz muitas descobertas e paisagens de encher os olhos. Começa no mar, na baía de Vitória, no Espírito Santo, e vai até Ouro Preto, em Minas Gerais, uma das principais cidades históricas do Brasil.

Show more
Show less
Save Cancel Want to use bold, italic, links?

Comments (1)

Elton Correa da Silv… on April 22, 2013

História, cultura, turismo e desenvolvimento industrial se misturam na Rota Imperial São Pedro D’Alcântara, que insere o Espírito Santo no âmbito da Estrada Real, reproduzindo caminhos abertos no início do séc. XIX. A história dessas vias começa durante o período de exploração do território nacional em busca de ouro. Para controlar o trânsito de mercadorias no Brasil, a Coroa Portuguesa proibiu a abertura de estradas na capitania do Espírito Santo em direção a Minas Gerais. Somente com o declínio da exploração aurífera e com a chegada da Família Real ao país a rota foi oficialmente aberta. Concluída em 1816, definiu o intercâmbio entre as cidades de Ouro Preto (MG) e Vitória (ES), consolidando a ocupação do território nos locais por onde passava. O marco zero é o Palácio Anchieta, em Vitória, e de lá a rota prossegue até Ouro Preto. No percurso, passa por 14 municípios capixabas e 17 mineiros. O trajeto é a reprodução do caminho usado por Dom Pedro II para chegar a Santa Leopoldina. Além de histórias para contar, a Rota Imperial traz muitas descobertas e paisagens de encher os olhos. Começa no mar, na baía de Vitória, no Espírito Santo, e vai até Ouro Preto, em Minas Gerais, uma das principais cidades históricas do Brasil.

Sign up to comment. Sign in if you already did it.

Photo details

  • Uploaded on April 22, 2013
  • © All Rights Reserved
    by Elton Correa da Silv…
    • Camera: Nokia C2-06
    • Taken on 2013/04/21 15:35:46

Groups