LUÍS A. D. LIBERAL
photos
on Google Maps
views
>NOME COMPLETO: Luís Aníbal Dias Liberal > NATURALIDADE: Macedo de Cavaleiros > DISTRITO: Bragança > PAÍS: PORTUGAL > RESIDÊNCIA: Mirandela > PROFISSÃO: Engº Técº Agrário > PASSATEMPOS: Radioamadorismo, Internet, Fotografia, Viagens e Pesca desportiva > CONTACTO: liberal.luis@sapo.pt

LUÍS A. D. LIBERAL's conversations

Unidade de Turismo no Espaço Rural na aldeia de Chelas, freguesia de Cabanelas, bem próximo de Mirandela, cujo projecto de arquitectura é da autoria do Arqtº Henrique Pereira. Foi seleccionada com outras unidades hoteleiras, tais como o Hotel Vidago Palace cujo projecto de reabilitação é da autoria do Arqtº Siza Vieira, e o Pedras Salgadas Park, da autoria do Arqtº Rebelo de Andrade. Premiado pelo 2º ano consecutivo na categoria de hotelaria do Archdaily. Publicado na revista de Junho de 2015 da TAP Air Portugal, distribuída em todas as viagens, na página 81 e que aborda em boa parte o "Reino de Trás-os-Montes".

O Parque de Campismo dos Três Rios é também conhecido por Parque de Campismo da Maravilha. Situa-se na confluência dos rios Tuela (à direita) e Rabaçal (à esquerda). A partir da confluência dos dois rios o curso de água passa a chamar-se Rio Tua que banha a cidade de Mirandela. É por isso que Mirandela é conhecida por Rainha do Tua.

A obra "Arcanjo", do escultor Aureliano de Aguiar, foi adquirida pela Câmara de Odemira e exposta junto à Praia do Farol, em Vila Nova de Milfontes. Criado entre 2007 e 2008, o "Arcanjo", construído com pedaços de ferro de sucata e soldados uns aos outros, com três metros e meio de altura, constitui, segundo o autor, um "apelo ecológico","Um grito, um alerta ao planeta que se desfaz. A dor ou a raiva e o desejo de salvar (ou arremessar?) o planeta que se degradou pela mão de humanos". Esta estátua recebeu o Prémio Utopia 2008, atribuído pelo Núcleo Português de Arte Fantástica, com o apoio do Município da Amadora, e visa "premiar o melhor, mais criativo e louco trabalho de artes plásticas, na vertente de arte fantástica". Natural de Coimbra, o escultor Aureliano Aguiar tem exposto por todo o país e na Alemanha. Tem várias obras em espaço públicos. Tem sido muito referida a escultura de homenagem ao bombeiro, em Almodóvar. Em Odemira está o “Monumento à Árvore”, obra com forte carga de significado, conotada «topológica e simbolicamente com a planície alentejana, como sublinhou José Guilherme Abreu».

A casa já não existe. Foi destruída para no local implantar um prédio em propriedade horizontal. Pertencia ao Sr. Américo Lopes, grande amigo do meu saudoso pai. Passavam a maior parte do dia juntos no armazém do meu pai. Era agente de todos os Bancos que na altura existiam. Nessa época na vila não havia agências bancárias. Aparava as unhas das mãos roçando-as na ombreira de uma das portas, em granito, do dito armazém. No Inverno e quando os dias já estavam um pouco mais quentes, vinha como de costuma para junto do meu pai, sentava-se, à entrada da porta por onde entrava o sol, numa cadeira, e colocava-se de modo a ficar com a cabeça à sombra e os pés ao sol e muitas vezes dizia: aquecei filhos da p..a que ainda não aquecestes durante todo o Inverno. Tinha duas filhas. Com 6 ou 7 anos fui indelicado para com elas que já eram umas senhoras e a mãe (D. Alcina) fez queixa à minha avó paterna que a transmitiu à minha mãe. Resultado: umas valentes chineladas no traseiro, pimenta na língua, um banho e vestidinho a preceito tive que ir pedir desculpas (perdão). A casa ficava do outro lado da rua em frente à dos meus pais. Fui muito bem recebido e desculpado. Fui presenteado com o lanche e estive durante algum tempo à janelas com elas. Era um republicano convicto. Assinava o jornal oposicionista A República, que recebia com um dia de atraso. Lia-o e assinalava determinados artigos que me dava a ler quando regressava das aulas. Ensinou-me e aprendi muito com o sr. Américo.

Em primeiro plano pode ver-se uma figura carismática da cidade, o Senhor Cachimbo.

A Ponte de Remondes, sobre o Rio Sabor, liga o concelho de Macedo de Cavaleiros ao concelho de Mogadouro. Foi construída em 1678 pela família dos Távoras. Vai, em breve, ficar submersa pela albufeira da barragem do baixo Sabor, sendo substituída por uma ponte moderna de betão com cerca de 290 metros de comprimento e localizada a cerca de 600 metros a montante desta.

A Ponte de Remondes, sobre o Rio Sabor, liga o concelho de Macedo de Cavaleiros ao concelho de Mogadouro. Foi construída em 1678 pela família dos Távoras. Vai, em breve, ficar submersa pela albufeira da barragem do baixo Sabor, sendo substituída por uma ponte moderna de betão com cerca de 290 metros de comprimento e localizada a cerca de 600 metros a montante desta.

Igreja de Santa Maria, mesmo em frente à casa onde vivi até aos 17 anos.

FonTe do Gricho. Antes de existir água canalizada na aldeia, era aqui que as pessoas se abasteciam de água para beber e cozinhar.

Rua do Forno. Os portões verdes dão acesso à casa onde a minha mãe( Delfina dos Anjos ) nasceu no dia 23 de Março de 1925 e viveu até ao dia do casamento com o meu pai ( Armindo Lopes ). Agora propriedade da minha tia Libania.

« Previous12345678...4950Next »

Tags

Friends

  • loading Loading…

 

LUÍS A. D. LIBERAL's groups