Salvador Arêas
162
photos
137
on Google Maps
views
Twitter: @dodoareas Facebook: http://www.facebook.com/#!/salvadorareas Grupo no Facebook: "Grusssaí > Ilha <: Eterno Verão !!"
« Previous1234567Next »

Salvador Arêas's conversations

Área de concentração(e dispersão) de Blocos, Bois Pintadinhos, Bonecos(as), etc., que desfilam na "Ilha" de Grussai em dias de Carnaval. A Nau da Folia deslizando sobre um Mar de Alegria(é o que esperamos)!!! Avenida Afonso Nunes, em frente ao Depósito do Naldo, Grussai, São João da Barra/RJ, Brazil.

Novas obras seriam bem vindas !!!! Antecipadamente, agradecemos.

Janeiro de 2012, estamos aguardando o sonhado Compartilhamento. A Esperança é a última que morre !!!

Sebastião José de Carvalho e Melo, primeiro Conde de Oeiras e Marquês de Pombal, (Lisboa, 13 de Maio de 1699 — Pombal, 8 de Maio de 1782[1]) foi um nobre, diplomata e estadista português. Foi secretário de Estado do Reino durante o reinado de D. José I (1750-1777), sendo considerado, ainda hoje, uma das figuras mais controversas e carismáticas da História Portuguesa.

Representante do despotismo esclarecido em Portugal no século XVIII, viveu num período da história marcado pelo iluminismo, tendo desempenhado um papel fulcral na aproximação de Portugal à realidade económica e social dos países do Norte da Europa, mais dinâmica do que a portuguesa. Iniciou com esse intuito várias reformas administrativas, económicas e sociais. Acabou na prática com os autos de fé em Portugal e com a discriminação dos cristãos-novos, apesar de não ter extinguido oficialmente a Inquisição portuguesa, em vigor "de jure" até 1821.

Durante o reinado de D. João V foi embaixador nas cortes do Reino da Grã-Bretanha, em Londres, Inglaterra, e do Sacro Império Romano-Germânico, em Viena, Arquiducado da Áustria[1].

A sua administração ficou marcada por duas contrariedades célebres: o primeiro foi o Terramoto de Lisboa de 1755, um desafio que lhe conferiu o papel histórico de renovador arquitectónico da cidade. Pouco depois, o Processo dos Távoras, uma intriga com consequências dramáticas. Foi um dos principais responsáveis pela expulsão dos Jesuítas de Portugal e das suas colónias[2].

Após a sua morte, na noite de 11 de Maio de 1782, o seu cadáver foi conduzido num coche puxado por três parelhas para a igreja do convento de Santo António da vila de Pombal. Contava o marquês de Pombal com 82 anos, quando os seus restos mortais ali foram depositados. Com o advento das invasões francesas a sua sepultura foi profanada pelos soldados do Marechal André Masséna. Em 1856/7, o Marechal Saldanha, seu neto por via materna, trasladou para Lisboa os restos mortais, que foram depositados na ermida das Mercês, onde o Marquês de Pombal fora baptizado e, inclusive, pertencia à irmandade. Em 1923, passaram definitivamente os restos mortais para a igreja da Memória (Lisboa), onde se encontram até ao presente.

O quadro "O Marquês de Pombal expulsando os jesuítas", assinado conjuntamente por Louis-Michel van Loo (1707-1771) e Claude-Joseph Vernet (1714-1789), dois grandes pintores da sua época, representa o estadista, em 1759, no centro de uma cena de grande significado político e económico.[3] Fonte:WIKIPÉDIA

Bairro da Penha> Depois de 34(trinta e quatro)anos morando na Penha, pela primeira vez, vejo nosso bairro sendo atendido por apenas uma Empresa de Ônibus. Sempre fomos "invejados" por termos DUAS Empresas atendendo nossa comunidade. CTC x Campostur; Rangel x Brasil; Tamandaré x Brasil(hoje TURISGUÁ), isso antes e durante o crescimento da Populaçao com a Estância, Solar, Coqueiros, Village I e II, Prédios do Cond."Marquês de Pombal" e mais atual, as Casas do "Morar Feliz". Agora só restou a Turisguá e o T.Alternativo. Já não é sem tempo, de a Viação São João, extender a Linha CEASA até o Conj."Morar Feliz".

Será que nossa Rua fará parte das obras do "Bairro Legal"??? Ou será que ficaremos como "Os Ilegais"????

Caro amigo Dodô,obrigado pela informação.Abraços LUIS MACEDO

15 de setembro de 2011

16 de setembro de 2011

Agradeço à Senhora Prefeita, em nome das pessoas beneficiadas com a iniciativa, que sabemos, ainda virão muitas outras.

Friends

  • loading Loading…

 

Salvador Arêas's groups