Jose Goncalves
Best photos All photos
photos
on Google Maps
views
None
« Previous123Next »

Jose Goncalves's conversations

this lookaround seems to be much clever than photosynth because with LA the pics does not have to have such extreme overlap. i guess the geotags gives LA quite a big headstart over photosynth ...

Old pigeon house, not anymore!

veste oder feste ,does it make any difference no.nice shot klaus peters.thanks erwin,sydney

Boas noticias para os caloiros do UMinho:

O Ofício anexo, dirigido pelo MCTES ao Conselho de Reitores, vem formalizar um anúncio já amplamente divulgado pelos órgãos de comunicação social.

A responsabilidade por actos de violência e de coacção física ou psicológica, praticados dentro das instalações e no contexto da praxe académica, recaiu sempre sobre as respectivas instituições de ensino superior.

A Lei nº 62/2007, de 10 de Setembro, determina que “o poder disciplinar pertence ao Reitor”.

Embora o modelo preconizado na Lei n.º 62/2007 ainda não esteja totalmente concretizado, a interpretação subjacente ao Ofício do MCTES vai no sentido de que a disposição relativa à competência disciplinar do Reitor (artigo 75º nº 6 do RJIES) se encontra já plenamente em vigor.

No referido Ofício, é afirmado que “o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, sempre que tenha notícia da prática de ilícitos nas praxes, dela dará imediato conhecimento ao Ministério Público, bem como lançará mão dos meios aptos a responsabilizar – civil e criminalmente, por acção ou omissão – os órgãos próprios das instituições do ensino superior, as associações de estudantes e ainda quaisquer outras entidades que, podendo e devendo fazê-lo, não tenham procedido de modo a procurar evitar os danos ocorridos”.

Importa assim recuperar o enquadramento vigente sobre esta matéria, chamando a atenção para o seguinte:

  • Todo e qualquer acto ou procedimento que configure ilícitos de natureza civil, criminal ou disciplinar, deve ser de imediato participado à Reitoria, seguindo a tramitação normal.

  • Qualquer agente da Universidade, docente, funcionário ou estudante, que presencie actos ou procedimentos que configurem ilícitos de natureza civil, criminal ou disciplinar e que os não participe, pode ser responsabilizado (civil ou criminalmente) por omissão, em coerência com o conteúdo do Ofício ministerial.

  • A participação nas actividades com significado académico ou sócio-cultural, integradas no acolhimento aos novos alunos, tem carácter voluntário, pelo que nenhuma forma de coacção física ou psicológica deve ser permitida nas instalações da Universidade.

  • Não são autorizadas em nenhuma circunstância, manifestações de acolhimento, fora do Programa de Acolhimento aos Novos Alunos, que perturbem o normal funcionamento das actividades da Universidade.

Universidade do Minho, 15 de Setembro de 2008

O Reitor

mariekefoto, i have sent you an email.

dar daca asa arata

Friends

  • loading Loading…

 

Jose Goncalves's groups