ferreirim
0
photos
0
on Google Maps
0
views

ferreirim's conversations

O meu endereço eletrónico é. horacio.marcelino@gmail.com Saudações, H.T.Marcelino

Companheiros de jornada Noqui: os militares que cumpriram comissões de serviço, no período de 71/73,sobretudo Alferes e Sargentos Milicianos, que pertenciam à Região Militar com sede em São Salvador, lembram-se do então Capitão de Artª Ernesto Melo Antunes. Na vigência da comissão do BCaç 3849, recordo-me de tê-lo visto em Noqui, uma ou duas vezes. Em São Salvador, na Messe de Oficiais, participei no beberete, que na Messe de Oficiais, comemorou a sua promoção a Major. Mas a que propósito, vem hoje para aqui, a evocação da figura de Melo Antunes,o mais politicamente esclarecido dos "Capitães de Abril"!? Na última Visão,de 11 Nov. 2012,escrevia António Lobo Antunes, que como Alf Milº Médico privou com Melo Antunes, em Santa Margarida e em África, em Ninda, no extremo sul de Angola. Reproduzo algumas das linhas, que Lobo Antunes, escreve, relativamente àquele Capitão, de ar circunspecto e ar de civil fardado que muitos dos que por aqui passam, conheceram em São Salvador:<" Isto também eu admirava nele: a elegância, o pudor, a paixão da amizade, não mencionando o facto de ter sido sempre implacável com a ausência de carácter, a mentira, a cobardia. Um homem profundamente bondoso e, em boa parte por culpa sua, frequentemente mal entendido.(...)>" E mais adiante prossegue Lobo Antunes,<" possuía uma grande capacidade de tolerância e um genuíno amor aos homens que a postura severa e a austeridade dos seus modos ocultavam(...)"> e em negrito, acentua Lobo Antunes,<" sempre me irritou ouvir falar mal da tropa: a melhor recompensa que recebi na vida consiste no amor dos meus soldados, na estima dos oficiais com quem privei. Em Angola, o Melo Antunes era adorado e respeitado. Pela sua autoridade natural, pela sua alma generosa e perdoem-me a má criação, pelos seus colhões!>" E escreve ainda Lobo Antunes,"< Ao contrário também do que muitos supõem o Ernesto não era um civil fardado: era profundamente militar no sentido em que o meu avô o foi até à morte e se orgulhava disso: no sentido da servidão, da camaradagem e do orgulho.>" Pronto. Aqui ficam algumas das palavras que Lobo Antunes dedica ao seu amigo Melo Antunes e que achei por bem trazer para aqui. Afinal alguns de nós conhecemos, outros privaram mesmo de perto com aquele Capitão de óculos, ar sisudo, e que entre os Alferes, se confidenciava,era contra a situação.E fico por aqui. Um abr. Castilho.

Por causa dessa ideia de que o fumo resolvia o problema do feijão macaco, o alf. Antunes ao fazer a experiência - julgo que foi numa mata que atravessamos na zona/sítio do Voque - quando deu conta já tinha o camuflado a arder na zona do rabiosque !!! Quase chegou a cheirar a carne assada, mas... acho que fez de propósito para estar uns dias com desculpa para não ir à mata! Abraço. Idalino

Caro Idalino de Almeida: foi com surpresa que o vi surgir neste espaço que é de quem passou por Noqui ou arredores ao longo dos anos que durou a guerra colonial. Dê uma volta pelos fotos, se tiver alguma pode inseri-la e comente o que lhe aprouver. Talvez o ex-alf mil Ribeiro tenha o contacto do Rodrigues. Prometo que farei essa diligência. Quanto ao voleyball, o cabo cripto Silva, é que era o grande desequilibrador, em minha opinião, claro. Também tinha presente, que quando o Acad. de Viseu derrotou o Sporting em Alvalade, era o Idalino o responsável. E por agora é só. 1 abr. Zé Minhós Castilho

Friends

  • loading Loading…

 

ferreirim's groups