Inacio Castro
photos
on Google Maps
views
Tudo é luz! A fotografia capta e eterniza a luz do universo em um átomo de segundo. Eu fotografo a alma da luz!
« Previous12345678...8283Next »

Inacio Castro's conversations

guau me parece increible

Very good picture of a great landscape. LIKE

Best wishes, Jan

Estive lá em 31 de Agosto de 2012. Um calor infernal de 40º a sombra. Mas valeu a pena ter ido tão longe para conhecer o local, depois de ter passado por Sete Cidades de Pedra. Quem sofreu mais com tudo isto foi o valente Celta, ainda bem que na cor branca. O ar condicionado não dava vencimento do calor.

Ao caminhar por Paraty, vi muitos índios aculturados, pelas calçadas... Pés descalços, mal vestidos, olhares tímidos e tristes, parecendo exprimir ainda o choque cultural a que foram submetidos desrespeitosamente pelos Portugueses. Todos tentando vender seus pequenos artesanatos e conversando entre si no idioma próprio. E fico pensando que eles continuam ainda na pobreza enquanto o homem branco prosperou... Porque?

Esta espécie de Carangueijo recolhe-se totalmente para o interior da concha.

Esta a imagem origina de SÃO PEDRO, a qual deu origem ao nome de: PROVÍNCIA DE SÃO PEDRO DO RIO GRANDE DO SUL. E nada melhor que o santo que foi pescador, estar localizado em Rio Grande, cidade marítima.

"Almofala" palavra de origem árabe que significa "arraial militar" ou "acampamento".

Originalmente chamava-se Aldeia do Cajueiro, depois Missão do Aracati-mirím, Missam do tapuya Tramanbe e ainda Missão de Nossa Senhora da Conceição dos Tramambés.

Quando os jesuítas foram expulsos da missão em 1759, por ordens do Marquês do Pombal, uma parte dos Tremembé e os padres da ordem de São Pedro deslocaram os índios para o Soure e anos depois devido a desaptação os índios retornam a vila. Em 1766 a Missão tornou-se uma freguesia de índios e recebeu o nome de Almofala, um topônimo de origem árabe-portuguesa. É a terra dos índios Tremembé, na qual está construída a Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Almofala. O aldeamento Tremembé e os arredores da igreja, ficaram despovoados de 1897 até 1940/43, devido a invasão de dunas moveis. Histórias curiosas rondam o município de Itarema, a 190 quilômetros de Fortaleza: no fim de 2008, boatos de que OVNIs tivessem visitado a região aterrorizaram os moradores, que por dias não saíram de suas casas. Além disso, a Igreja da Nossa Senhora da Conceição de Almofala passou 43 anos soterrada em areia, consequência da formação de dunas no local. Hoje totalmente exposta e tombada, a paróquia é uma das principais atrações da cidade, cuja praia é um dos segredos mais bem guardados do Ceará.

É uma praia cheia de lendas e tartarugas-verde (Chelonia mydas) – ou aruanãs, como são chamadas pelos indígenas -, que buscam suas águas para alimentação, desenvolvimento e descanso. A maioria desses animais pertence a populações de áreas de desovas distantes, como Suriname e Ilha de Ascension, na África. Mas todas as espécies de tartarugas marinhas ocorrem na costa cearense.

Conjunto de pedras conhecidas como Canhões(aliás é uma das cidades)

Conjunto de pedras conhecidas como Canhões(aliás é uma das cidades)

Visto ao alto do mirante.

« Previous1234Next »

Friends

  • loading Loading…

 

Inacio Castro's groups